A vida universitária em três fases

Enquanto persistir a pandemia de Covid-19, as atividades da Universidade Federal de Santa Catarina serão organizadas em três fases, que podem ser reversíveis em função de um conjunto de indicadores epidemiológicos.

FASE 1 – Cenário em que a doença não está controlada no Brasil ou em Santa Catarina, com aumento permanente do número de casos e óbitos e alta taxa de contágio

Estão permitidas:
a. Atividades não presenciais (pedagógicas e administrativas)
b. Atividades presenciais com impacto na Covid-19 ou outras essenciais aprovadas pela administração superior

PRÉ-FASE 2

Estão permitidas:
a. Atividades não presenciais (pedagógicas e administrativas)
b. Atividades presenciais com impacto na Covid-19 ou outras essenciais aprovadas pela administração superior
c. Organização presencial essencial

FASE 2 – Cenário em que o número de novos casos diários e óbitos na macrorregião de cada campus apresenta decréscimo nas duas semanas anteriores, com a ocupação de leitos de UTI no SUS inferior a 60%

Estão permitidas:
a. Atividades não presenciais (pedagógicas e administrativas)
b. Atividades presenciais com impacto na Covid-19 ou outras essenciais aprovadas pela administração superior
c. Organização presencial essencial
d. Execução das atividades semipresenciais gerais (administrativas e pedagógicas)

FASE 3 – Cenário que se caracteriza pela finalização do estado de emergência em saúde, disponibilidade de vacina, número de novos casos em decréscimo por 60 dias e número de mortes igual ou menor a um por semana durante 30 dias

a. Liberação de todas as atividades